Reinventar o espaço

Em todas as cidades, encontramos lugares completamente abandonados ou outros que embora recuperados, poderiam eventualmente, ter outro destino mais adequado. Desta vez, tentamos reinventar precisamente um espaço já recuperado mas que se encontra tão escondido que praticamente ninguém sabe da sua existência. Trata-se de um pequeno jardim nas traseiras do novo Edifício da EDP no Porto.  A nossa intenção não é de forma alguma criticar o que está feito, até porque não sabemos os fundamentos da sua execução, simplesmente queremos deixar aqui uma ideia diferente, cheia de vida, e que provavelmente só num espaço virtual poderá ser explorada. Vamos seguramente, continuar a reinventar espaços.


Porto abre as portas ao mundo

 

Tal como prometido no “post” anterior, vamos partilhar o nosso último trabalho, a criação da zona empresarial da Boavista numa plataforma de realidade virtual.

A nossa principal missão com este novo projecto é modernizar o mundo empresarial português e dar-lhe uma outra dinâmica, que certamente ajudará a aumentar a sua rentabilidade. Desta forma, poderemos muito mais facilmente promover a internacionalização desta cidade e aumentar a sua actividade comercial.

Se pretender que o seu negócio se encontre incluído neste inovador projecto, entre contacto connosco. Não se arrependerá!

Cientes da existência da dificuldade de perceber como funcionam estas novas tecnologias, seria bom que visse com os seus próprios olhos do que estamos a falar. Para registar-se clique aqui e siga as instruções. Nós estaremos de braços abertos e dispostos a dar o apoio necessário.

E, como uma imagem vale mais do que mil palavras, veja algumas das fotos da cidade e o vídeo da inauguração.

Porto, uma cidade em movimento

Responsabilidade, emoção, entusiasmo, compromisso, são algumas das sensações que estamos a experimentar com este novo projecto. Sim, exactamente, é a cidade do Porto, a nossa cidade. Nas imagens podem-se apreciar alguns do monumentos e edifícios da zona empresarial da Boavista, assim como as lojas que existem na realidade.

Com este projecto conseguiremos fazer do Porto a 1ª. cidade portuguesa interactiva no mundo virtual. Consegue imaginar o potencial que podem ter os negócios reais no mundo virtual? Sem limites!

Nós continuamos a trabalhar! Poderá acompanhar o crescimento neste blog.

O Porto não pára.


Guimarães – 2012

Em 2012, Guimarães será a capital europeia da cultura. Muitas acções promocionais estarão em curso e cabe a cada um de nos dar o seu melhor, contribuindo desta forma para o sucesso do evento. Pela nossa parte, já começámos a trabalhar nisso. Neste novo espaço virtual, realizaremos vários eventos com o intuito de divulgar o acontecimento. Posteriormente, serão colocados cartazes com diversas informações.

Porto e Londres

Todos nós conhecemos as ligações entre estas duas cidades, sendo provavelmente o vinho do Porto a relação mais forte. Fomos visitá-los e desta vez montamos tudo às portas de Buckingham Palace. Como temos amigos em todo o mundo, a ideia foi mostrar através de alguns cartazes, a nossa cidade. Foi mais um agradável momento (cerca de 2 horas) passado em alegre convívio. Aqui fica mais um video.

Se pretenderem visitar basta clicar aqui . Brevemente traremos mais novidades.

Promover cidade em mundo virtual.

Há seguramente muitas formas de promoção de uma cidade em realidade virtual. Desta vez desenhamos um bar.  “Porto Bar” é o seu nome e aqui adicionámos algumas imagens da cidade do Porto. Pretendemos realizar outros eventos onde se apresentem algumas actividades a realizar na cidade. Como foi o primeiro evento deste género, deixamos aqui um apontamento..

Juntem-se a nós. Cliquem aqui.

Musica Portuguesa

Conforme havíamos prometido aqui fomos nós novamente, promover a nossa cultura musical.

Desta vez realizamos o evento em Berlin e como não podia deixar de ser, foi deveras divertido e gratificante. As reações são sempre muito positivas o que nos dá um forte alento para continuarmos este trabalho.

Deixamos aqui um pequeno registo, de um evento que teve uma duração de 2 horas.

Seguramente que não será o último.